Clínico - Refluxo Laringofaríngeo
  O termo refluxo laringofaríngeo significa retorno do conteúdo gástrico, no caso o ácido clorídrico, através dos esfíncteres do esôfago para a garganta (laringe e faringe). A garganta, é muito mais sensível ao ácido gástrico e enzimas digestivas, por isso pequenas quantidades de refluxo nesta região provocam incômodos importantes.
  Alguns pacientes apresentam azia e dor no estômago, o que facilita o diagnóstico. Porém, a grande maioria não apresenta sintomas gástricos, surgindo apenas irritação na garganta, tosse seca, rouquidão intermitente, sensação de corpo estranho na garganta, sensação de secreção drenando por trás do nariz e dores no ouvido.
  O diagnóstico é realizado pela história clínica e alteração no exame de nasofibrolaringoscopia, que mostra uma laringite posterior típica de pacientes com refluxo, sendo o tratamento instituindo com medicação para controlar a hiperacidez gástrica e medidas anti-refluxo:
  - perda de peso;
  - diminuição do estresse;
  - esperar 2 a 3 horas após a refeição para se deitar;
  - evitar alimentos ácidos e gordurosos;
  - evitar cigarro, café, chocolate, refrigerante, bebida alcoólica e jejum prolongado;
 

- levantar a cabeceira da cama aproximadamente de 15 a 20cm.

   
 
 
 
 
   
 
Av. Paulista, 491
cjs. 63/64 - Bela Vista
São Paulo - SP
Telefones:
11 3253-6576 / 3816-1331
 
 
 
 
  © Copyright 2013 - Dra. Adriana Lima Gürtler - Todos os Direitos Reservados - Design by NannyDesign